Economia alemã crescerá 1,5% em 2017, segundo estudo



Berlim, 8 de maio (PL) O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha crescerá 1,5% este ano, apesar das incertezas geopolíticas no cenário europeu e internacional, apontou hoje um centro de pesquisa 

Para o Instituto da Economia Alemã (IW), com sede na cidade de Colonia, a expansão estará baseada no maior dinamismo da demanda interna. Entretanto, alegou o informe, o favorável panorama não dá "carta branca" para aumentar o gasto, pois o tempo dos altos superávits chegará ao fim, uma vez que se finalize a atual política expansiva do Banco Central Europeu 

A maior economia europeia vai bem apesar do Brexit (saída britânica da União Europeia) e a incerta trajetória do governo estado unidense, devido ao consumo interno, tanto por parte do Estado e dos cidadãos, estimou a fonte 

A pesquisa de conjuntura e o prognóstico macroeconômico da instituição preveem que a economia germânica continuará florescendo apesar das "incertezas políticas". A médio e longo prazo os principais fatores de risco serão o Brexit e as "aspirações protecionistas" do Presidente Donald Trump, julgou a entidade 

"O Brexit e a política estado-unidense podem prejudicar a cooperação econômica e o crescimento global", comentou o diretor do IW, Michael Hüther.
Outra ameaça, observou o diagnóstico, é a inflação, pois os mais recentes aumentos nos preços dos petrolíferos, desgastam o poder aquisitivo das famílias

Aplicada a 2.800 empresários, a consulta do IW revelou uma melhora generalizada na confiança das companhias em comparaçã
o a seis meses atrás. 

Cerca da metade dos entrevistados opinou que a produção aumentará este ano, em relação ao anterior, e 40% deles considerou que se deve contratar mais gente. 

Enquanto 43% dos interrogados respondeu que espera mais investimentos de suas empresas, 14% deles prevê recortá-las 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História