[Artigo Traduzido] Feliz dia do Hangul

Artigo traduzido por: Rebeca

Feliz dia do Hangul!

O Rei Sejong é a razão pela qual no dia 9 de outubro é feriado. Se você é novo em Seul, já deve ter se perguntado a respeito da estátua do Rei que há na Praça Gwanghwamun. Trata-se do Rei Sejong, o Grande, a quem é atribuída a criação do hangul.
Estabelecida pela primeira vez no ano de 1926, o Dia do Hangul é para celebrar o alfabeto coreano . Proclamada pelo Rei Sejong em 1446 (calendário lunar), o novo sistema de alfabeto daria a oportunidade de que os coreanos de todas as classes sociais pudessem ler e escrever. Até então, essas habilidades eram restritas em sua maioria aos homens de classes mais abastadas, pois o sistema adotado de caracteres chineses (hanja) usado para escrever em coreano era extremamente complexo e difícil
O novo alfabeto foi formado inicialmente por 28 caracteres simplificados, baseados através da combinação da movimentação da boca, dentes e da língua, que produzia o som de cada uma das letras – a maneira de pronunciar os sons.
Majoritariamente, os Coreanos eram efetivamente analfabetos antes da criação do Hangul. Assim, o Rei Sejong procurou reverter tal situação, apesar das críticas por parte daqueles que eram alfabetizados, incluindo os estudantes Confucionistas.
Com a introdução do hangul, fez com que não só pessoas comuns conseguissem ler e escrever, como também inúmeras mulheres de todas as classes sociais.
Entretanto, o hanja ainda é utilizado em certas ocasiões na Coreia, por exemplo, podemos ver o hanja em alguns dos jornais, nos quais é possível capitar a ideia/manchete rapidamente. Contudo, o hanja não é mais usado na Coreia do Norte. Tanto a Coreia do Sul quanto a do Norte celebram o dia da Proclamação do Alfabeto Oficial Coreano, porém em datas distintas; 9 de Outubro (Dia do Hangul) no Sul e 15 de Janeiro (Dia do Chosongul) no Norte
O Dia do Hangul deixou de ser um feriado nacional no início dos anos 1990 devido à pressão de alguns proprietários chaebols, que eram contra o número de feriados no país (dias não trabalhados). Desde então, foram feitos muitos esforços para reverter esta decisão, até que finalmente, em novembro de 2012, a Assembleia Nacional votou em maioria (189 contra 4, sendo que 4 não compareceram) para reinstaurar o Dia do Hangul como um feriado nacional, começando dia 9 de outubro de 2013.
O terceiro filho do Rei Taejong e da Rainha Min, e o quarto rei da Dinastia Joseong, não teria muitas expectativas de assumir o trono. Seu destino, porém, o destino lhe determinou o oposto. Ele não somente ficou atento à criação do hangul durante o seu reinado como também incentivou avanços científicos e tecnológicos. Com o nome de nascimento Yi Do e conhecido através de seu apelido “Wonjung” durante toda a sua vida e que recebeu o nome de Sojong postumamente, o Rei Sejong é um dos dois governantes coreanos que mesmo que postumamente, ainda são venerados como “O Grande”
O Centro de Artes Sejong e Sejong-ro, são nomeadas após a morte desse reverenciado governante. Seu rosto aparece na nota de 10.000 won e desde 2009, sua estátua domina a Praça de Gwanghwamun. Turistas irão reparar na presença de um globo celestial, um pluviômetro e um relógio de sol em frente à estátua. Estas foram algumas das invenções atribuídas ao Rei Sejong. As seis colunas na parte de trás da estátua representam seus maiores feitos.
A área de Seochon, (Vila Ocidental) é a região de Seul que está mais relacionada ao Rei Sejong. Este é o local onde ele nasceu, e por isto, no ano de 2011, a área foi rebatizada de “Vila Sejong”. Entre as preciosidades a se descobrir pelas ruas, há mais 300 hanok (casas tradicionais coreanas) escondidas da vista ao redor. Com o passar dos anos, na Era Joseon era onde os “jungin” (a classe média) morava.
No início do século XX, esta área atraiu inúmeros jovens escritores e artistas e esta influência os faz lembrar deste dia com numerosas galerias, museus de artes e bares que podem ser encontrados por lá.
Mesmo para os não-coreanos, o Dia do Hangul é repleto de celebrações. Para todos nós que passamos um tempo na Coreia, é essencial ser capaz de ler, ao menos um pouco e o hangul é muito mais fácil de aprender do que o hanja. Enquanto a gramática coreana se parece bastante com a japonesa, a maior parte do vocabulário coreano é baseado nos caracteres chineses. Tanto a escrita japonesa quanto a chinesa são formadas por centenas e centenas de ideogramas, sem contar com as interpretações. Com 28 letras e traços simples que refletem as pronúncias, hangul é muito mais simples, mais fácil para representá-las, tal como para aprender mais rapidamente do que a maioria dos idiomas asiáticos.

Comentários

  1. Te juro que hoje eu não estava pesquisando sobre a Coreia ou o hangul! Cheguei ao seu blog pesquisando sobre o poema de Carlos Drummond "Congresso internacional do medo", e quando vi os artigos ao lado, encontrei esse, justamente sobre hangul, que eu sou apaixonada rsrsrs não deu pra resistir e vim ler hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, desculpa a imensa demora para te responder
      Que bom encontrar alguém interessada na Coreia também! Sou apaixonada pela Coreia! Um beijo

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História