[Fanfic] Yuuichi x Tamaki: Sentimentos, desejos e felicidade

Sim, eu ainda me lembro como e quando eu conheci a uma verdadeira Princesa. Foi exatamente nesta biblioteca que ela me viu pela primeira vez. Ela estava acompanhada do Takuma e do Mahiro, por isso já suspeitava que ela era, mesmo sem dizer uma única palavra (mas também não era para menos; ninguém anda com aqueles dois logo no primeiro dia de aula por vontade própria). Mas, mesmo assim, ela fez questão de se apresentar a mim, e foi  a partir desse momento que eu realmente percebi o quanto ela é gentil e amável. O quanto isso é evidente nela, sendo que o caráter dela é único.  
Antes de ela chegar à vila, a minha rotina era monótona e sem cor. E no começo (aliás, a vida inteira) acreditei que a minha única tarefa seria cumprir meus afazeres como um Guardião, por causa de um destino selado há tempos atrás. Obedecer a uma tradição milenar era a minha única obrigação.
 Mas ela chegou e tornou a minha vida mais repleta de cores e alegrias. Sempre que eu estava com ela sentia que uma explosão de cores me rodeava, que eu poderia enxergar tudo com mais clareza devido ao brilho próprio que ela possui. Sentia que poderia fazer as coisas com satisfação, e torná-las prazerosas, e não somente pensar que precisavam ser “perfeitas”. Só com ela eu descobri que a maior das perfeições se atinge quando você tem seu coração aberto, disposto a qualquer obstáculo, mas também reconhecer o prazer através deles.
Tudo isso e muito mais, foi ela quem me ensinou, porque só ela foi capaz de abrir meu coração, lenta, suave e gradativamente; foi naquele caminho para casa, nas escoltas e nas tardes de cada dia, que nos conhecíamos cada vez mais, e ela se abria de uma maneira tão singela, que me cativou por completo, sem precisar de nenhuma magia nem nada assim. Só pelo fato de ser ela mesma, já bastava para me fazer acreditar que a situação correria bem, que tudo é possível, que eu tinha plenas condições de protegê-la com sucesso e fazê-la feliz. Eu quero fazê-la feliz da mesma forma que ela me faz. A falta que eu sentia e nem sabia por que nem onde encontrar, cessou logo no instante em que ela apareceu bem ali, na minha frente. Queria que ela soubesse o que eu realmente sinto. Queria tocar suavemente sua mão, trocar carícias nos poucos minutos de paz que tínhamos. Pode parecer difícil de acreditar, porque nunca fui de me expressar deste jeito, como agora, mas essa é a verdade.

Ela é mesmo uma Princesa, aquela que encantou a todos, inclusive a mim, com olhares e palavras ternas, que mesmo que diga ou se sinta impotente de fazer algo para nós, Guardiões, nos apoia, nos ajuda e nos encoraja mais do que imagina. Ela, que tem a mente e o coração no lugar. Ela, a garota que eu quero que encontre a felicidade e realize todos os desejos e sonhos que tiver. E quero que ela saiba, que mesmo que ela não corresponda ao meu sentimento, ela é a pessoa mais importante para mim, e eu serei seu Guardião e melhor amigo... Para sempre! 

Comentários

  1. ela é mesmo uma princesa!!! =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PS: bem linda e inteligente!!!=D

      Excluir
    2. Sim, ela é! Ou não se chama Tamaki Kasuga

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História