[Fanfic] Pensamentos, sentimentos, e brilho (Capítulo Único)

 *Mahiro x Tamaki 
“Tamaki”. O nome dela fica 24 horas na minha cabeça. E se alguém me perguntasse qual a pessoa que se instalou no meu coração, ou com quem eu me preocupo constantemente a resposta seria exatamente essa. Não precisaria nem pensar duas vezes para responder isso, porque eu amo muito essa garota estupidamente sincera, que surgiu do dia para noite e que só me arruma problemas, mas já é bastante importante para mim.
Admito que quando eu a conheci achei que ela não passava de mais uma entre tantas outras garotas que conheço, por isso, na primeira vez que a encontrei (no telhado da escola) eu disse sem interesse algum:
— Ah, essa aí é a princesa?
E foi a partir desse dia que começou a amizade que tenho com ela, repleta de confiança e cumplicidade. Ela sempre está lá para nós quando precisamos, e eu sempre a ajudo no que ela precisa. Eu só me pergunto se aquela estúpida sabe o que eu sinto por ela, e se ela sente a mesma coisa (ou pelo menos algo especial). Mas, vocês querem saber mesmo o que me faz admirá-la tanto assim? O espírito determinado dela e a sinceridade que carrega dentro de si, não importando o que aconteça.
Ela não se importa muito com resultados, porque o importante para ela é dar o seu melhor, e não necessariamente sair vitoriosa. Ela é sincera, e diz as coisas mais simples e as verdades mais puras que há e que acerta onde mais me dói, mas de outro, me causa calmaria, me faz deixar o orgulho de lado para que pelo menos eu pare para refletir sobre o que realmente é valioso.
Por isso, por mais que fale para que ela “cale a boca”, que não fale “o que dá na telha”, e para que ela não entre em meu coração (e no dos demais Guardiões), eu não consigo e nem tenho como contrariá-la, porque no fim, ela sempre tem razão (talvez não em tudo, mas tem). Quanto a não entrar em meu coração, isso é totalmente impossível, porque ela já o fez, sem nem precisar tentar, sem nem perceber. Aconteceu de um jeito natural... (talvez com brigas do dia a dia)

No fim das contas, eu não sei o que ela sente em relação a mim, nem nada do tipo, mas só espero que a Princesa (besta, atrapalhada e causadora de confusões) saiba que eu lembro dela sempre que eu observo (num telhado, talvez?) o céu estrelado, porque assim como as estrelas, brilho a define.
Por último...Quero que ela esteja pronta para tudo, porque um dia ainda vou lhe dizer "eu te amo" 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História