Pular para o conteúdo principal

Rebeca Arimi Suzuki

Rebeca Arimi Suzuki

[Fanfic] Chances e Recomeços - Capítulo 10

Alguns dias, o doutor Kei chegou desde manhã para ver meu estado. Examinou-me por completo, inclusive minha pressão (que ele estava atento). Aproximando-se um pouco mais, perguntou se estava tudo bem, como costumava fazer com seus pacientes. Respondi que sim, e que não havia nada demais com que se preocupar (pelo menos até o momento). Segundo ele, precisava estar ciente de tudo o que ocorria e disse a mim e aos meus pais que já estava analisando os exames que já havia feito. Aparentemente estava tudo ok, mas ainda precisava checar alguns pontos para ter plena certeza

Acontece que naquele dia ele estava acompanhado de outro médico, que eu não conhecia...
Tinha quase a mesma altura que ele (bem alto, pra dizer a verdade), parecia sério, mas inexplicavelmente generoso.
Fiquei imaginando quem poderia ser, e fiquei observando ambos por alguns minutos, mas não disse nada. É o que sempre digo: “penso muito, falo pouco” (esta frase não é minha, mas ok). Mas enfim, vamos ao que interessa!

Doutor Kei se aproximou um pouco e perguntou se estava tudo bem, como costumava fazer com seus pacientes. Respondi que sim, e que não havia nada demais com que se preocupar (pelo menos até o momento).
Dito isso, ele tomou a palavra e me falou:
Bem, Kaori, pelo que vejo seu estado tem se mantido normal nos últimos dias, mas como seu problema de saúde é bem delicado, precisamos também cuidar do seu coração, por isso trouxe o cardiologista, Yuufalou, apresentando o médico a mim, para te examinar um pouco, tudo bem? informou daquele jeito esperando uma resposta minha.
Tudo bem respondi, simplesmente.

Então foi a vez do doutor Yuu aproximar-se de mim.
Respire ordenou, com aquele tom tão indiferente que chegava a parecer frio.
Fiz como ele mandou. Ele permanecia calado, mas era um silêncio diferente, pesado, como se cada mínimo detalhe fizesse uma diferença enorme. Ele examinava cuidadosamente os meus batimentos cardíacos, prestando bastante atenção na forma como o meu coração batia. Ele mantinha a postura séria e profissional, como quem dá atenção a cada mínimo detalhe, sem perder a concentração nenhum segundo.
Inspire ordenou da mesma forma Nessa hora eu percebi ele arquear a sobrancelha de leve, como se estivesse na dúvida.
Enquanto ele me examinava eu o fitava intensamente, admirada com seu profissionalismo (e com ele também). Eu o observava de cima abaixo, sem desviar o olhar. Seus cabelos escuros contrastavam com suas íris claras da cor do mar. Não tinha como não se admirar.
Após alguns minutos, ele declarou:
Aparentemente ela se encontra bem, mas é melhor que solicite um exame a mais para verificarmos o estado dela anunciou como se não fosse nada demais, como algo que já fez inúmeras vezes.
Ok respondeu o doutor Kei, concordando. Irei que pedir que encaminhem o quanto antes.
Obrigado, Kei agradeceu, naturalmente No mais tardar às 13 horas.

O que eu achei que ia demorar séculos, na verdade foi apenas questão de horas. Não deu nem 11 horas da manhã e me chamaram para fazer o exame
Kaori, vamos fazer o exame pronunciou-se o doutor Kei O cardiologista já está a sua espera falou daquele jeito doce e categórico, mas não tão frio quanto o do doutor Yuu
Assenti, concordando, afinal, tudo que eu podia fazer naquele instante era acompanhá-lo até uma sala bem próxima. Não havia alternativa nem se eu quisesse, então, assim se fez. Na verdade, o exame foi bem rápido, demorou apenas 10 minutos, o que foi bom, porque nem vi o tempo passar.
E tive boas notícias no final: Quando perguntei quais eram os resultados, o cardiologista disse:
Seu coração bate normalmente, nenhum sinal de arritmia cardíaca nem nada parecido, só peço para que seus pais e você mesma garota (ele disse “garota” daquela maneira rude, como se tivesse 2 anos) estejam atentos a alguns sintomas, como tontura, ou fadiga, que causa desmaio, porque se isso acontecer teremos que fazer outro exame como esse para averiguar seu estado de saúde, para que não se agrave. Entendido?
Claro concordei rapidamente
O doutor esboçou um sorriso de leve, como se dissesse:  “Assim que eu gosto! Garota obediente” . Eu apenas assenti timidamente (acredite, aquele não era o tipo de sorriso que você gostaria de receber)
Voltamos ao quarto alguns minutos depois, e o doutor Kei recomendou que eu descansasse e não me preocupasse com nada. Decidi que passaria meu tempo escutando músicas (para quem não sabe, ouvir músicas é um ótimo relaxante) e ligar para um certo “alguém”. Ou melhor, mandar mensagens a ele.

Kaori diz:
Como está? Novidades?

Ele respondeu de imediato:
Sim, a Tsubaki passou na tal prova que queria e o time do Watari ganhou a partida.

Kaori diz:
Que boa notícia! Estava mesmo curiosa para saber de nossos amigos. Mas e você, novidades?

Kousei diz:
Agora não. Mas eu soube que terá uma apresentação daqui a alguns meses

Kaori diz:
Será que já vou poder tocar até lá?

Kousei responde:
Com certeza vai. Pode não ser hoje, mas um dia você vai voltar a tocar. E não vai demorar muito para que isso aconteça

Kaori diz:
Como tem tanta certeza disso?

Kousei diz:

Porque você é a pessoa mais persistente e corajosa que conheço! Você ainda terá muito pela frente, Kaori, e eu estarei sempre com você. Sempre 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Yuki Furukawa (古川雄輝)

Perfil
Nome: Yuki Furukawa (古川雄輝)
Data de nascimento: 18/12/1987 (27 anos) 
Altura: 180 cm 
Peso: 60 kg
Terra natal: Tokyo, Japão
Profissão: Ator e modelo
Agência: Horipro
Línguas: Japonês e Inglês

Facebook: Yuki Furukawa Oficial
Twitter: Yuki Furukawa Oficial
Instagram: Yuki Furukawa Oficial
Blog: Yuki Furukawa Oficial 



Sobre
Yuki Furukawa é um ator e modelo do Japão. Nascido em Tokyo, ele se mudou para o Canadá, em Toronto, com sua família, quando tinha apenas 7 anos de idade. Morou 11 anos no exterior, sendo que, com 16 anos, mudou-se por conta própria a Nova York (EUA), como um estudante de pesquisa durante dois anos.
Voltou ao Japão quando tinha 19 anos. Ao regressar, teve dificuldades ao se adaptar com a língua e a cultura japonesa, já que no Japão, falar inglês no dia a dia é considerado falta de educação. 
Durante o ensino fundamental, ele pertenceu ao clube de basquete. Cursou a universidade de Keio, com especialidade para Ciências da Engenharia. 
Seu pai é médico e investigador na área de me…

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Ato II- Cena II

O mesmo.
Jardim de Capuleto
Entra Romeu

Romeu:Só ri das cicatrizes quem ferida nunca sofreu no corpo
Julieta aparece na janela
Mais silêncio!Que luz ecoa agora da janela?Será Julieta, o sol daquele oriente?Surge formoso sol,e mata a Lua cheia de inveja,que se mostra pálida, e doente de tristeza,por ter visto que,como serva,és mais formosa que ela.Deixa,pois, de serví-la.
Ela é invejosa.
Somente os tolos usam sua túnica de vestal, verde e doente;joga-a fora.És minha dama.Oh,sim!É meu amor!Se ela soubesse disso!Ela fala;contudo não diz nada.Que importa?Com o olhar está falando.Vou responder-lhe.
Não,sou muito ousado,não se dirige a mim.As duas estrelas do céu, as mais formosas,tendo tido qualquer ocupação,aos olhos dela pediram que brilhassem nas esferas até que elas voltassem.
Que se dera se ficassem lá no alto dos olhos dela,e em sua cabeça dois luzeiros?Suas faces nitentes(resplandecentes,brilhantes)deixariam corridas às estrelas, como o dia faz com a luz das candeias, e seus o…

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História

A Viagem de Chihiro é uma das obras primas mais famosas de Hayao Miyazaki, e que mais ganhou premiações pela história bem elaborada.
Chihiro é uma menina de dez anos, que, por casos da vida, entra em um túnel com os pais (que por sinal, estavam curiosos para saber onde a passagem ia dar) e acaba parando em um mundo paralelo, cheio de mistérios e criaturas mágicas.

Sen to Chihiro no Kamikakushi (千と千尋の神隠し, nome original do filme) é, na verdade um jogo de palavras. Sen é uma palavra que tanto pode fazer referência ao nome que a protagonista, Chihiro, adquire durante o filme, ou "mil", "muitos" ou ainda "múltiplos". Além disso, a junção das duas primeiras palavras forma "Sento", que significa "Casa de Banho", onde a maior parte da história se passa.
O filme é composto de diversas metáforas e simbolismos tais como:

A metáfora dos porcos, quando os pais de Chihiro vão ao restaurante com a menina e são tranformados em porcos - Isso representa a…