[Resenha] Para onde ela foi - Gayle Forman

Informações do livro:
Título: Para onde ela foi
Título original: Where she went
Autora: Gayle Forman
Páginas: 219
Ano: 2014
Edição: 1
Editora: Novo Conceito

Ficha técnica 
Lido em: Junho de 2015
Tempo de leitura: 1 dia e meio

Depois de ler "Se eu ficar" e de conhecer o brilhantismo da escrita de Gayle Forman, eu queria imensamente saber como seria a continuação do livro, porque afinal, a história teve um final bem vago. Enfim, eu estava muito ansiosa mesmo para descobrir mais sobre a história de Mia, agora sendo narrada pelo amado Adam, ou simplesmente, o grande astro do rock.
A história se passa três anos depois de "Se eu Ficar", e por isso eu já sabia que as coisas não seriam mais as mesmas. No começo, a narração não me atraiu de imediato, mas eu continuei lendo mesmo assim, porque depois as coisas tomaram seu rumo e a história foi me cativando.
Como da primeira vez, Gayle Forman conseguiu escrever de uma forma única, colocando os sentimentos no papel de maneira tocante. Entretanto, dessa vez, as emoções foram diferentes. Claro que isso é por conta de serem a respeito de contextos distintos (no primeiro livro a Mia está num hospital e nesse ela já tem a vida de violoncelista), mas o que eu quero dizer é que durante a narração, o meu coração não se rasgou ao meio, como quando eu li "Se eu ficar". Pelo contrário, esse livro me trouxe uma história mais calma e me deixou aliviada (fiquei feliz em saber que cada um dos protagonistas conseguiu seguir seu caminho). Até dei risadas por causa de Adam e também consegui colocar um sorrisinho bobo na cara depois de ler as cenas românticas de Adam & Mia. ☺ ♥
Durante a leitura, eu também refleti sobre alguns assuntos, à medida que descobria mais sobre Mia. Um exemplo disso foi quando Mia disse que podia escutar os pais e o irmão, mesmo que estes não estivessem presentes na Terra. Nesse momento, eu pensei em como é bom ter pessoas que nos amam ao nosso lado, e que elas sempre estarão conosco, nos acompanhando em tudo, mesmo quando o corpo se extingue. Essa foi uma das partes que eu mais emocionei, uma vez que eu refleti sobre ela.
Outro momento tocante foi saber que Adam estava deixando Mia partir e ser livre. Isso doeu, (sempre torci para os protagonistas ficarem juntos) mas isso me fez pensar que cada um pode ter a liberdade de escolher, desde que saiba o que quer e as consequências que isso causará.
No mais, foi uma leitura prazerosa em todos os sentidos, com uma dose de humor, tristeza, reflexão (tem frases filosóficas ou algo para se pensar), alegrias e conquistas. Eu realmente adorei o livro, especialmente porque a minha torcida para Adam + Mia estava certa, e eles finalmente conseguiram ter seu tão esperado final feliz.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História