[Resenha] Elena, a filha da Princesa - Marina Carvalho

Título: Elena, a filha da Princesa
Autora: Marina Carvalho
Trilogia: Simplesmente Ana
Editora: Galera Record
Páginas: 332
Ano: 2015

Lido em: Junho de 2015
Comecei e terminei em: 05/06/2015
Tempo de leitura: Um dia

Estava ansiosíssima para ler o terceiro livro de "Simplesmente Ana", intitulado "Elena, a filha da Princesa". Fiquei sabendo que aconteceria 20 anos depois de "De repente, Ana" e por isso, as coisas ficariam mais quentes!
Bem, estava tão ansiosa que li o livro em apenas um dia! Elena me cativou por completo! Impossível não se apaixonar por essa garota, gente! A Princesinha ou "sol" (como é chamada por seu pai) é uma adulta de 19 anos de idade e que gosta muito de projetos sociais (como a tia Marieva). Ela sempre teve uma paixonite por seu primo Luka, desde a adolescência, sendo que a história gira em torno desses dois pombinhos! O problema é que Luka fez muitas coisas erradas na vida, motivo pelo qual Alexander fica relutante a respeito da relação dos dois.
Gostei da aproximação do casal, da sinceridade de Luka em relação a Elena. E de querer começar de novo, da forma certa, dessa vez. Isso me emocionou muito!

Mudando de assunto, quando há a manifestação das pessoas contra a Monarquia da Krósvia, confesso que isso me lembrou um pouco "A Seleção" quando os rebeldes invadem o palácio e se manifestam contra o governo.

Em relação às personagens, eu tenho vários comentários a fazer:
  • Primeiro, eu achei que como a história se passa 20 anos depois, pensei que a protagonista seria do tipo "dona do nariz" e super temperamental, mas a verdade é que Elena é bem mais tranquila e complacente do que eu pensei
  • Pensei que veria mais o rei Andrej por causa da manifestação e tal, mas ele mal apareceu na história! 
  • Ana e Alexander são ótimos pais, mais acho que Alexander poderia ser menos super protetor em relação à filha em alguns momentos. 
  • Tia Marieva continua gentil, mas perdeu parte de sua personalidade. Não vi muitas cenas dela, inclusive. 
  • Luka é o tipo rebelde, que mudou da água para o vinho, o que foi de certa forma, impressionante.
De maneira geral, essa foi uma história cheia de romance, um pouco de mistério e que mostra como é importante ter confiança em quem amamos. Foi uma leitura bem gostosa, e que me fez até me colocar no lugar da protagonista algumas vezes! Adorei a história e recomendo muito!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História