A ciência de beber: Quanto álcool o organismo tolera?

Original: Tu History - México 
Tradução por: Rebeca Arimi Suzuki 
Imagem: Tu History - México 
A ingestão de bebida alcoólica é um costume habitual na cultura atual, motivo pelo qual não se estranha que os estudiosos se habilitem a estudar suas causas e, principalmente, suas consequências para a saúde. 
Recentemente, duas investigações foram desenvolvidas a respeito, com conclusões complementares. Por um lado, cientistas da Harvard Medical School cortejaram dados de ecocardiogramas de 4466 pessoas em torno de 70 anos de idade com consumo de álcool. 
Segundo os resultados, publicados na revista "Circulation: Cardiovascular Imaging", nos homens, dois copos por dia provoca anomalias na estrutura e no funcionamento do coração. Para as mulheres, os mesmos problemas apareceram com um copo por dia. De sua parte, os médicos Christopher e Alexander van Tulleken tomaram por indicador dois copos diárias e experimentaram como variavam os efeitos segundo a maneira que beberam a mesma quantidade. Um deles bebeu durante um mês, a quantidade exata a cada dia, enquanto o outro bebeu a mesma quantidade toda junta, uma vez por semana. Depois de um mês, as provas médicas realizadas para verificar o estado de seus fígados, demonstraram, para a surpresa dos cientistas, que o grau de deterioração era igual em ambos. Esse resultado põe em discussão as guias de consumo no Reino Unido, que estabelece que o consumo de dois copos de vinho por dia é inócuo, já que foi demonstrado que pode ser tão nocivo quanto uma grande intoxicação semanal 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História