Pular para o conteúdo principal

Rebeca Arimi Suzuki

Rebeca Arimi Suzuki

[Curiosidades Históricas] Mistérios arqueológicos que ainda não têm resultados I

Artigo traduzido de "Canal Historia Español"
Traduzido por: Rebeca Arimi Suzuki 
Por mais que passem os anos e avance tanto as ciências como as investigações, muitos dos mistérios da Arqueologia, mesmo nos dias de hoje, seguem sem se resolverem.

1. Stonehenge
Esse anel de rochas megalíticas, construído há aproximadamente 4000 anos e de que não se conhece o propósito, é um monumento pré-histórico que segue sendo um dos maiores mistérios da Arqueologia, dado que nada se explica como se pode construí-lo. Muitos apontam a ideia de uma ajuda extraterrestre em sua construção, inclusive um poema do ano de 1150 nomeia ao mago Merlín como um possível criador de Stonehenge.

2. As Linhas de Nazca 
Essas curiosas linhas situadas no Peru foram descobertas pela primeira vez no ano de 1927, causando um grande impacto. Segundo os arqueólogos, estes antigos geóglifos foram feitos há 2000 anos, pela cultura anterior à Inca, os Nazcas. 
Nessas enormes formas, pode-se apreciar desde linhas geométricas até representações complexas de animais. Muita gente pensa que estas linhas foram para serem vistas por naves espaciais e extraterrestres. Outras teorias afirmam que muito provavelmente tenham sido rituais de comunicação com os deuses. Nos dias de hoje, a intencionalidade dessas curiosas linhas que foram declaradas "Patrimônio Cultural da Humanidade", pela UNESCO em 1994, continua sendo um mistério. 
3. O Mecanismo de Anticitera
O mecanismo de Anticitera é um artefato circular de bronze com um labirinto de engrenagens e gravuras misteriosas desenhada para prever a posição do sol, da Lua, e alguns planetas, que permitia prever eclipses. Foi encontrada nos restos de um navio de carga grego de 2000 de antiguidade 
Tiveram que passar mais 1000 anos a mais para se voltar a construir um objeto de complexidade semelhante. Talvez no futuro se descubram novas parte do objeto para que se clareie sua função exata. 
4. O Manuscrito de Voynich
O Manuscrito de Voynich é um livro ilustrado de conteúdo desconhecido escrito há uns 500 anos por um autor anônimo em um alfabeto não identificado e em um idioma incompreensível, denominado voynichês.
Ao longo de sua existência o manuscrito tem sido objeto de intensos estudos inúmeros criptógrafos profissionais e aficionados, mas a certeza é que nunca se conseguiu traduzir a nenhum idioma, mas acredita-se que o código é único e ininteligível, com duas línguas entrelaçadas, que parece ter raízes, árabes, Latinas e Polonesas. 
As imagens do livro mostram plantas que não existem, mulheres nuas banhando-se, estruturas microscópicas celulares e diagramas circulares, alguns deles com sóis, luas, e estrelas, com um dos desenhos chegando a ser uma representação quase exata da Via Láctea.
5. O Sudário Santo de Turin
Apesar de hoje em dia se assumir que é o pano com que se envolveu o corpo de Jesus e que em sua ressurreição sua imagem ficou gravada, a certeza é que a Igreja não manifestou sua aceitação ou recusa a respeito do sudário.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Yuki Furukawa (古川雄輝)

Perfil
Nome: Yuki Furukawa (古川雄輝)
Data de nascimento: 18/12/1987 (27 anos) 
Altura: 180 cm 
Peso: 60 kg
Terra natal: Tokyo, Japão
Profissão: Ator e modelo
Agência: Horipro
Línguas: Japonês e Inglês

Facebook: Yuki Furukawa Oficial
Twitter: Yuki Furukawa Oficial
Instagram: Yuki Furukawa Oficial
Blog: Yuki Furukawa Oficial 



Sobre
Yuki Furukawa é um ator e modelo do Japão. Nascido em Tokyo, ele se mudou para o Canadá, em Toronto, com sua família, quando tinha apenas 7 anos de idade. Morou 11 anos no exterior, sendo que, com 16 anos, mudou-se por conta própria a Nova York (EUA), como um estudante de pesquisa durante dois anos.
Voltou ao Japão quando tinha 19 anos. Ao regressar, teve dificuldades ao se adaptar com a língua e a cultura japonesa, já que no Japão, falar inglês no dia a dia é considerado falta de educação. 
Durante o ensino fundamental, ele pertenceu ao clube de basquete. Cursou a universidade de Keio, com especialidade para Ciências da Engenharia. 
Seu pai é médico e investigador na área de me…

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Ato II- Cena II

O mesmo.
Jardim de Capuleto
Entra Romeu

Romeu:Só ri das cicatrizes quem ferida nunca sofreu no corpo
Julieta aparece na janela
Mais silêncio!Que luz ecoa agora da janela?Será Julieta, o sol daquele oriente?Surge formoso sol,e mata a Lua cheia de inveja,que se mostra pálida, e doente de tristeza,por ter visto que,como serva,és mais formosa que ela.Deixa,pois, de serví-la.
Ela é invejosa.
Somente os tolos usam sua túnica de vestal, verde e doente;joga-a fora.És minha dama.Oh,sim!É meu amor!Se ela soubesse disso!Ela fala;contudo não diz nada.Que importa?Com o olhar está falando.Vou responder-lhe.
Não,sou muito ousado,não se dirige a mim.As duas estrelas do céu, as mais formosas,tendo tido qualquer ocupação,aos olhos dela pediram que brilhassem nas esferas até que elas voltassem.
Que se dera se ficassem lá no alto dos olhos dela,e em sua cabeça dois luzeiros?Suas faces nitentes(resplandecentes,brilhantes)deixariam corridas às estrelas, como o dia faz com a luz das candeias, e seus o…

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História

A Viagem de Chihiro é uma das obras primas mais famosas de Hayao Miyazaki, e que mais ganhou premiações pela história bem elaborada.
Chihiro é uma menina de dez anos, que, por casos da vida, entra em um túnel com os pais (que por sinal, estavam curiosos para saber onde a passagem ia dar) e acaba parando em um mundo paralelo, cheio de mistérios e criaturas mágicas.

Sen to Chihiro no Kamikakushi (千と千尋の神隠し, nome original do filme) é, na verdade um jogo de palavras. Sen é uma palavra que tanto pode fazer referência ao nome que a protagonista, Chihiro, adquire durante o filme, ou "mil", "muitos" ou ainda "múltiplos". Além disso, a junção das duas primeiras palavras forma "Sento", que significa "Casa de Banho", onde a maior parte da história se passa.
O filme é composto de diversas metáforas e simbolismos tais como:

A metáfora dos porcos, quando os pais de Chihiro vão ao restaurante com a menina e são tranformados em porcos - Isso representa a…