[Perfil de personagem] Narciso Moraes de Bragança e Lima

Nome: Narciso Moraes de Bragança & Lima 
Apelido: Vô Narciso 
Família: Alícia Moraes de Bragança e Lima, sua neta 
Profissão: Empresário e dono do Conglomerado Lima 
Hobbies: Ler vários livros.
Narciso Moraes de Bragança e Lima, mais conhecido como vô Narciso, era um rico empresário dono de uma fortuna imensa, proveniente do Conglomerado de suas empresas. 
Perdeu o filho e a nora num acidente de trânsito e tudo o restou de sua família foi sua única neta, Alícia de Moraes de Bragança e Lima, e herdeira legítima de toda a riqueza. 
O avô conhecia bem a neta que tinha em todos os sentidos. Fazia as vontades de Alícia, e ao mesmo tempo, era um homem rígido e correto, que dava inúmeras broncas na garota para que ela fosse educada da melhor maneira possível 
Sempre admirou a neta por ser autêntica e extremamente criativa, porém sempre quis que a mesma tomasse juízo e se tornasse mais responsável a respeito de suas obrigações. 
Seu Narciso fez de tudo para que a neta fosse feliz, não importava como. Entretanto, o velho empresário nunca contou a sua neta que sofria de um aneurisma cerebral (alegando ser apenas uma enxaqueca) e por isso, quando faleceu, em virtude da doença, a menina se sentiu totalmente sozinha e desolada. 
Astuto (e sem saber quanto tempo de vida lhe restava), seu Narciso escreve cartas destinadas a sua neta, comentando sobre cada passo dela, o que a deixa aliviada e a faz sentir protegida e querida novamente. 
Mesmo depois de morto, o avô aparece nos sonhos de Alícia e lhe aconselha em vários aspectos, entre eles, sobre dizer a verdade. Assim, Alícia pode sentir uma vez mais o toque generoso e escutar a voz macia e delicada de seu avô, da mesma forma de quando estava vivo. Desta maneira, ela é capaz de ter coragem suficiente para seguir em frente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História