A Literatura de ontem e hoje

Literatura é literalmente "a arte das palavras" e existe desde sempre. Acontece que tudo se transforma ao longo dos tempos, inclusive as artes. 
Todo mundo que estuda literatura com certeza já ouviu falar de nomes como Machado de Assis ou Clarice Lispector, por exemplo. 
Desde o tempo de célebres autores, bastante coisa mudou, sendo que hoje os livros são acessíveis a toda e qualquer pessoa que deseje ler, independente da idade ou classe social. Há livros dos mais variados gêneros e assuntos, voltados a diferentes gostos ou finalidades. 
Todo mundo pode ler aquilo que lhe mais agradar, desde as crianças até os adultos. Através do livro, somos capazes de "viajar" ao mundo dos personagens ao longo das páginas, tendo um momento de prazer. 
Sim, prazer. Podemos fazer da leitura um hobby, algo que gostamos realmente. O gosto pela leitura é sempre bem-vindo e deve ser incentivado e aprimorado. Isso é uma vantagem imensa, pois através dos livros há muito para descobrir e aprender, além de se deixar levar pela imaginação
De outro lado, antigamente os autores escreviam suas obras literárias com a finalidade de questionar alguns acontecimentos da época, tal como o fato da desigualdade social (existente até hoje, aliás) ou até mesmo um grupo social (burguesia, nobreza) em suas narrativas, de forma a evidenciar aquilo que o autor realmente quer priorizar como sua "tese". 
Então, para esses autores, os seus livros nada mais eram do que meios de comunicação para que as pessoas refletissem sobre a realidade, sobre a situação em que viviam. 
Entretanto, em contraste com esse cenário de pensadores que colocam seus ideais nos livros, hoje o livro é uma maneira apenas de entreter os leitores e não de "fazê-los pensar a fundo"
Dito todas essas sinceras palavras, posso dizer que tudo muda constantemente de acordo com as necessidades e/ou vontades do ser humano, pois "na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma." 
E, apesar de tudo, não posso deixar de estar imensamente feliz por ter contato com o imenso mundo da imaginação.... Porque afinal de contas, eu também sou uma leitora assumida, que a cada hora tem vontade de mergulhar em todas as incríveis histórias uma após a outra, mesmo sabendo que isso é humanamente impossível (...) 
Tenho muito mais a aprender...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História