Pular para o conteúdo principal

Rebeca Arimi Suzuki

Rebeca Arimi Suzuki

[Letra/Tradução] Non c'e - Laura Pausini

Título: Non c'e - Não ter
Cantora: Laura Pausini 
Álbum: Laura Pausini (1993)
Tradução: Vagalume 
Tradução adaptada por: Rebeca Arimi Suzuki 
Versão em espanhol: Se fue - Laura Pausini
Versão em português: Não ter - Sandy e Júnior 
Tu non rispondi più al telefono
Você não responde mais ao telefone
E appendi al filo ogni speranza mia
E toda a minha esperança esperança está presa a um fio
Io non avrei creduto mai di poter perder la testa per te

Nunca acreditei que perderia a cabeça por você 
E all'improviso sei fuggito via
Você escapou inesperadamente
Lasciando il vuoto in questa vita mia

Deixando um vazio em minha vida
Senza risposte ai miei perché

Sem resposta aos meus "porquês"
Adesso cosa mi resta di te?
Alguma coisa me resta de você agora?

Non c'è... non c'è il profumo della tua pelle
Não ter...Não ter o perfume da sua pele
Non c'è... il respiro di te sul viso

Não ter...O seu respiro em meu rosto
Non c'è... la tua bocca di fragola

Não ter... Sua boca com gosto de morango
Non c'è... il dolce miele dei tuoi capelli

Não ter... O doce mel de seus cabelos

Non c'è... che il veleno di te nel cuore
Não ter... o seu veneno no coração
Non c'è... via d'uscita per questo amore

Não ter.. o caminho de saída para este amor
Non c'è... non c'è vita per me, più

Não ter.. Não ter mais vida para mim
Non c'è... non c'è altra ragione che mi liberi l'anima
Não ter.. não ter outra razão que me liberte a alma

Incatenata a notti di follia
Encantada a noites de loucuras
Anche in prigione me ne andrei per te

Até a prisão eu irei por você
Solo una vita non basta per me

Só uma vida não basta para mim
E anche l'estate ha le sue nuvole

E se até o verão tem suas nuvens
E tu sei l'uragano contro me

E você é um furacão contra mim
Strappando i sogni ai giorni miei te ne sei andato di fretta perché
Arrancando-me os sonhos de meus dias que se apressaram...Por que?

Non c'è... non c'è che il veleno di te nel cuore
Não ter... não ter o seu veneno no coração
Non c'è... via d'uscita per questo amore

Não ter... o caminho de saída para este amor
Non c'è... non c'è vita per me più

Não ter.. não ter mais vida para mim
Non c'è... non c'è altra ragione per me
Não ter... não ter outra razão para mim


Se esiste un Dio no può scordarsi di me anche se

Se existe um Deus, não posso esquecer que mesmo se
Fra lui e me c'è un cielo nero nero senza fine

Entre eu e ele há um céu de escuridão sem fim
Lo pregherò, lo cercherò e lo giuro ti troverò

Eu o implorarei, eu o procurarei, eu juro, eu te encontrarei
Dovessi entrare in altre dieci cento mille vite

Mesmo se eu tiver que entrar nos meus outros 100.000 anos de vida

In questa vita buia senza di te sento che
Nesta vida obscura, sem você, sinto que
Ormai per me sei diventato l'unica ragione

Agora você se tornou a minha única razão
Se c'è un confine nell'amore giuro lo passerò

Sé há uma barreira no amor, eu juro, eu o passarei
E nell'imenso vuoto di quei giorni senza fine ti amerò

E nesse imenso vazio, dos dias sem você, te amarei
Come la prima volta a casa tua

Como na primeira vez na sua casa
Ogni tuo gesto mi portava via

Que com gesto seu, eu ficava fora de mim mesma
Sentivo perdermi dentro di te
E sentia que me perdia... em você 


Non c'è... non c'è il profumo della tua pelle

Não ter... não ter o perfume de sua pele
Non c'è... il respiro di te sul viso

Não ter... o seu respiro em meu sorriso
Non c'è... la tua bocca di fragola

Não ter... sua boca com gosto de morango
Non c'è... il dolce miele dei tuoi capelli

Não ter... o doce mel de seus cabelos

Non c'è... non c'è il veleno di te nel cuore
Não ter... o seu veneno no coração
Non c'è... non c'è via d'uscita per questo amore

Não ter... não ter o caminho de saída para este amor
Non c'è... non c'è vita per me più

Não ter... não ter mais vida para mim
Non c'è... non c'è altra ragione per me
Não ter... não ter outra razão para mim
Non c'è... non c'è il veleno di te nel cuore
Não ter... não ter o seu veneno em meu coração 


Non c'è... non c'è via d'uscita per questo amore
Não ter... não ter o caminho de saída para este amor
Non c'è... non c'è vita per me più

Não ter... não ter mais vida para mim
Non c'è... non c'è altra ragione per me
Não ter... não ter outra razão para mim

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Yuki Furukawa (古川雄輝)

Perfil
Nome: Yuki Furukawa (古川雄輝)
Data de nascimento: 18/12/1987 (27 anos) 
Altura: 180 cm 
Peso: 60 kg
Terra natal: Tokyo, Japão
Profissão: Ator e modelo
Agência: Horipro
Línguas: Japonês e Inglês

Facebook: Yuki Furukawa Oficial
Twitter: Yuki Furukawa Oficial
Instagram: Yuki Furukawa Oficial
Blog: Yuki Furukawa Oficial 



Sobre
Yuki Furukawa é um ator e modelo do Japão. Nascido em Tokyo, ele se mudou para o Canadá, em Toronto, com sua família, quando tinha apenas 7 anos de idade. Morou 11 anos no exterior, sendo que, com 16 anos, mudou-se por conta própria a Nova York (EUA), como um estudante de pesquisa durante dois anos.
Voltou ao Japão quando tinha 19 anos. Ao regressar, teve dificuldades ao se adaptar com a língua e a cultura japonesa, já que no Japão, falar inglês no dia a dia é considerado falta de educação. 
Durante o ensino fundamental, ele pertenceu ao clube de basquete. Cursou a universidade de Keio, com especialidade para Ciências da Engenharia. 
Seu pai é médico e investigador na área de me…

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Ato II- Cena II

O mesmo.
Jardim de Capuleto
Entra Romeu

Romeu:Só ri das cicatrizes quem ferida nunca sofreu no corpo
Julieta aparece na janela
Mais silêncio!Que luz ecoa agora da janela?Será Julieta, o sol daquele oriente?Surge formoso sol,e mata a Lua cheia de inveja,que se mostra pálida, e doente de tristeza,por ter visto que,como serva,és mais formosa que ela.Deixa,pois, de serví-la.
Ela é invejosa.
Somente os tolos usam sua túnica de vestal, verde e doente;joga-a fora.És minha dama.Oh,sim!É meu amor!Se ela soubesse disso!Ela fala;contudo não diz nada.Que importa?Com o olhar está falando.Vou responder-lhe.
Não,sou muito ousado,não se dirige a mim.As duas estrelas do céu, as mais formosas,tendo tido qualquer ocupação,aos olhos dela pediram que brilhassem nas esferas até que elas voltassem.
Que se dera se ficassem lá no alto dos olhos dela,e em sua cabeça dois luzeiros?Suas faces nitentes(resplandecentes,brilhantes)deixariam corridas às estrelas, como o dia faz com a luz das candeias, e seus o…

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História

A Viagem de Chihiro é uma das obras primas mais famosas de Hayao Miyazaki, e que mais ganhou premiações pela história bem elaborada.
Chihiro é uma menina de dez anos, que, por casos da vida, entra em um túnel com os pais (que por sinal, estavam curiosos para saber onde a passagem ia dar) e acaba parando em um mundo paralelo, cheio de mistérios e criaturas mágicas.

Sen to Chihiro no Kamikakushi (千と千尋の神隠し, nome original do filme) é, na verdade um jogo de palavras. Sen é uma palavra que tanto pode fazer referência ao nome que a protagonista, Chihiro, adquire durante o filme, ou "mil", "muitos" ou ainda "múltiplos". Além disso, a junção das duas primeiras palavras forma "Sento", que significa "Casa de Banho", onde a maior parte da história se passa.
O filme é composto de diversas metáforas e simbolismos tais como:

A metáfora dos porcos, quando os pais de Chihiro vão ao restaurante com a menina e são tranformados em porcos - Isso representa a…