Pular para o conteúdo principal

Special A - S.A

Ficha técnica
Titulo:Special A
Gênero: Comédia, Romance, Vida Escolar, Shoujo, Vida Diária, Adaptação de Manga
Ano: 2008
Episódios: 24

Sinopse
A Série mostra os alunos que são a elite da escola, fazendo parte da turma Special A, mostrando a rivalidade de Hanazono Hikari por seu colega Takishima Kei que sempre a derrota nas notas e esportes.
Ela jura que não será segundo lugar para sempre, mas, na verdade, está apaixonada por Kei.

Minha opinião sobre Special A - S. A
Este anime foi um dos primeiros que eu assisti e gostei bastante!
Ri muito com as caras e bocas da Hikari, e fiquei impressionada com a persistência dela em vencê-lo nas notas e nos esportes (além disso, a Hikari tem a ajuda de Akira).
A parte que eu mais gostei foi quando a Hikari teve que ficar com o Kei durante o dia inteiro, e ela ainda teve que cuidar dele (que estava doente, com uma gripe forte e febre alta)
Quem diria que tanta coisa iria acontecer em um único dia? Foi emocionante!

Kei dá um beijo na Hikari, na noite em que ela passa o dia todo com ele!

Depois disso, eu achei interessante quando a Megumi foi se declarar ao Yahiro, e logo eles começam a se envolver, e o rapaz vê Megumi com outros olhos (ela tem uma linda voz, que cativa qualquer um!)

Megumi & Yahiro: Game Over

Melhor foi a competição entre o Ryu e um aluno. Nessa hora eu me impressionei total: Como uma pessoa só consegue memorizar todas as respostas num piscar de olhos, e responder 100 questões em 10 minutos? Ele é mesmo um gênio!!
Quando a S.A fechou foi triste, eles tiveram que estudar na parte "normal" da Academia, e o Takishima partiu para Londres em segredo
Mas claro, o final foi o melhor: cada um com suas especialidades para trazer Kei de volta para a Academia. E de novo uma competição entre Hikari e seu eterno rival! E um beijo à Torre de Londres
Hikari X Kei: Rivalidade X Amor

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alma minha gentil, que te partiste - Análise

Alma minha gentil, que te part iste   (A) Tão cedo desta vida desconte nte , (B) Repousa lá no Céu etername nte , (B) E viva eu cá na terra sempre tr iste.(A) Se lá no assento Etéreo, onde sub iste , (A) Memória desta vida se conse nte , (B) Não te esqueças daquele amor arde nte, (B) Que já nos olhos meus tão puro vi ste . (A) E se vires que pode merecer -te (C) Algũa cousa a dor que me fic ou (D) Da mágoa, sem remédio, de perder- te, (C) Roga a Deus, que teus anos encurt ou, (D) Que tão cedo de cá me leve a ver -te,   (C) Quão cedo de meus olhos te lev ou. (D) * Algua cousa = alguma coisa Autor: Luís Vaz de Camões Análise No poema, o "eu lírico" lamenta pela perda da amada, como pode se ver nos versos:  "Algũa cousa a dor que me ficou/Da mágoa, sem remédio, de perder-te" O "eu lírico" amava tanto a garota que ficou triste ao perdê-la, e lamenta a respeito disso: "Alma minha gentil que te partiste" e reza para que ela esteja feliz

O macaco e a banana

Um macaco estava comendo uma banana que escapou da sua mão e caiu no oco de uma árvore. Irritado, o macaco desceu da árvore e disse a um pedaço de pau: -Ô seu pedaço de pau, me ajuda a apanhar minha banana. O pedaço de pau não lhe deu a menor atenção. Furioso, o macaco foi até o lenhador e lhe disse: -Ô seu lenhador, venha mandar o pedaço de pau para me ajudar a apanhar minha banana que caiu no oco da árvore O lenhador não ligou para ele. Exasperado, o macaco procurou o delegado e lhe disse: -Ô seu delegado, venha mandar o lenhador ir até a floresta para mandar o pedaço de pau ajudar a apanhar a minha banana que caiu no oco da árvore. O delegado não obedeceu. O macaco foi até o rei pedir que ele mandasse o lenhador até a floresta para mandar o pedaço de pau ajudar a apanhar a banana que tinha caído no oco da árvore. O rei não lhe deu atenção. O macaco foi atrás da rainha. A rainha não lhe deu ouvidos. O macaco foi até o rato pedir que ele roesse a roupa da rainha. O rato se r

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História

A Viagem de Chihiro é uma das obras primas mais famosas de Hayao Miyazaki, e que mais ganhou premiações pela história bem elaborada. Chihiro é uma menina de dez anos, que, por casos da vida, entra em um túnel com os pais (que por sinal, estavam curiosos para saber onde a passagem ia dar) e acaba parando em um mundo paralelo, cheio de mistérios e criaturas mágicas. Sen to Chihiro no Kamikakushi ( 千と千尋の神隠し , nome original do filme) é, na verdade um jogo de palavras. Sen é uma palavra que tanto pode fazer referência ao nome que a protagonista, Chihiro, adquire durante o filme, ou "mil", "muitos" ou ainda "múltiplos". Além disso, a junção das duas primeiras palavras forma "Sento" , que significa "Casa de Banho", onde a maior parte da história se passa. O filme é composto de diversas metáforas e simbolismos tais como: A metáfora dos porcos, quando os pais de Chihiro vão ao restaurante com a menina e são tranformados em porcos - Iss