A Lenda de Kyoto

Kyoto é das cidades mais importantes do Japão. Esta cidade foi capital do Japão até 1868, altura da implantação do regime de Edo.
De acordo com os antigos, Kyoto é uma cidade sagrada, não só por ser o centro económico e político do país, mas também por ser considerada "o local escolhido pelos Deuses" para fazer crescer o império japonês - o Sol Nascente.
Acreditava-se que Kyoto era protegida por 4 animais mitológicos: o dragão azul (Seiryuu), o tigre branco (Byakko), a tartaruga preta (Genbu) e o pardal vermelho (Suzaku).
Ao longo do tempo, as influências culturais do estrangeiro fizeram acreditar que Suzaku não era um pardal, e sim uma fênix. (obs.: Deviam acreditar porque as fênix eram raras e bonitas, mas são naturalmente egípcias.)
Cada um destes animais teria a missão de proteger os 4 pontos cardeais da cidade de Kyoto - Norte, Sul, Este, Oeste - acreditando-se que Kyoto era, assim dizendo, "o local preferido pelos Deuses", e por isso teria a proteção divina.
Hoje já está claro que a "Lenda de Kyoto", na realidade, foi uma adaptação da lenda chinesa dos "Quatro Animais Sagrados".
Os 4 animais sagrados eram considerados os "guardiões" dos 4 cantos de toda a Terra.
Talvez o Imperador do Japão, querendo intimidar o seu povo, se tenha aproveitado da lenda chinesa para aplicá-la em Kyoto.
Desse modo, a multidão analfabeta acreditaria que o Japão era a Nação favorita dos Deuses. Foi uma forma simples de cultivar o nacionalismo japonês e uma maneira de manter o povo disciplinado, o que continua até hoje, em certo ponto.

Fonte: Anime Shoujo

Comentários

Postagens mais visitadas