Trecho de Marília de Dirceu - Primeira Parte - Lira I

"Os teus olhos espalham luz divina
A quem a luz do sol em vão se atreve;
Papoula ou rosa delicada e fina;
Te cobre as faces, que são da cor da neve;
Os teus cabelos são uns fios d'ouro;
Teus lindo corpo, bálsamos vapora."

Interpretação da Lira:
Ao ler esta pequena lira, é bom lembrar-se de que Marília era morena, mas aqui o poeta a idealiza, e além disso era moda descrever as amadas com cabelos loiros (pode-se verificar em: "Os teus cabelos são uns fios d'ouros"), para criar a imagem de uma "mulher perfeita", e claro, de extrema beleza.

Análise da Lira
Como dito acima, a idealização da mulher é uma das características marcantes entre os poetas do tempo de Gonzaga.
Nesse trecho, também pode-se notar o uso das rimas (tanto ricas quanto pobres) ao descrever a amada

  • Rimas pobres: São rimas, nas quais as palavras rimas pertencem a mesma classe gramatical. Exemplo: Divina e fina (ambos são adjetivos)
  • Rimas ricas: São rimas nas quais as palavras rimadas são de classes gramaticais diferentes. Exemplo: Atreve e neve (verbo e substantivo, respectivamente)
A linguagem que Thomas Antonio Gonzaga é simples e de fácil compreensão, típico do Arcadismo Literário, sendo que as orações são estruturadas na ordem direta. 
E embora, uma das características dos árcades seja a inexistência quase total das figuras de linguagem, o autor se usa uma delas, nessa lira: a metáfora.
Ela está presente em vários dos versos desta pequena parte
Vejamos:
  • Em "Os teus olhos espalham luz divina",  o autor quer dizer que a sua amada tem olhos intensamente brilhantes;
  • No verso em que há a frase "As faces que são da cor da neve", o autor tem como intuito ressaltar o tom da pele clara da amada, fazendo uma metáfora com a própria neve.
  • Em "Os teus cabelos são uns fios d'ouro", Gonzaga procura chamar a atenção para os lindos cabelos louros de sua amada
  • No último verso, "Teu lindo corpo, bálsamos vapora", ele faz menção ao corpo esguio e belo de Marília, e ao agradável perfume que exala.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História