Entrevista com Annabeth Chase, a sábia

Entrevista exclusiva com Annabeth, filha de Atena
Retirado do Livro: "Os Arquivos do Semideus"
Fonte: Livros On-Line - Entrevista com Annabeth

Se você pudesse desenhar uma nova estrutura para o Acampamento Meio-Sangue, qual seria?
Annabeth: Fico feliz que você tenha perguntado.
Precisamos seriamente de um templo. 
Aqui estamos nós, filhos dos deuses gregos, e não temos nem um monumento a nossos pais. Eu o colocaria no monte logo ao sul da Colina Meio-Sangue, e o projetaria de tal forma que todas as manhãs o sol nascente brilhasse pelas janelas e desenhasse símbolos dos deuses no chão, num dia uma águia, num outro uma coruja. 
Ele teria estátuas para todos os deuses, claro, e braseiros de bronze para queimar oferendas. Eu o faria com acústica perfeita, como o Carnegie Hall, para que tivesse concertos de lira e flauta lá. 
Eu poderia continuar falando, mas acho que você já entendeu. Quíron diz que nós temos que vender quatro milhões de caminhões de morangos para pagar um projeto como esse, mas acho que valeria a pena.

Com exceção de sua mãe, quem você acha que é o deus ou a deusa mais sábio ou sábia do Conselho Olimpiano?
Annabeth: Ai, deixe-me pensar... hum. A questão é que os olimpianos não são conhecidos exatamente por sua sabedoria, e digo isso com o máximo de respeito possível.
Zeus é sábio a seu modo. Quer dizer, ele mantém a família unida por quatro mil anos, e isso não é fácil. 
Hermes é esperto. Ele até fez Apolo de bobo uma vez, ao roubar o rebanho dele, e Apolo não é nenhum negligente. 
Sempre admirei Ártemis também. Ela não desonra suas crenças. Ela apenas cuida dos próprios assuntos e não perde muito tempo discutindo com os outros deuses do conselho. Ela ainda passa mais tempo no mundo mortal que a maioria dos deuses. Então, entende o que acontece. Mas não compreende os garotos. Acho que ninguém é perfeito.

De todos os seus amigos do Acampamento Meio-Sangue, quem você mais gosta de ter ao seu lado numa batalha?
Annabeth: Ah, Percy. Sem dúvida. Quer dizer, claro que ele pode ser chato, mas é confiável.
Ele é corajoso e é um bom lutador. Geralmente, desde que eu diga o que fazer, ele vence uma luta.

Sabemos que você chama Percy de “Cabeça de Alga” de vez em quando. Qual é a característica mais irritante dele?
Annabeth: Bom, eu não o chamo assim porque ele é brilhante, chamo?
Quer dizer, ele não é burro. Na verdade ele é bem inteligente, mas age como burro as vezes. 
Fico pensando se ele não age desse jeito só para me chatear. 
O cara tem muitas coisas a seu favor. 
Ele é corajoso. Tem senso de humor. É bonito, mas não ouse contar isso a ele. 
Onde eu estava? Ah, sim, ele tem muitas coisas a seu favor, mas é tão... lento
Essa é a palavra. Quer dizer, ele não enxerga coisas realmente óbvias; por exemplo, o modo como as pessoas se sentem, mesmo quando você dá pistas a ele e é totalmente explícito. 
O quê? Não, não me refiro a alguém ou a algo em particular! Só estou dando o depoimento geral. Por que todo mundo sempre pensa... Argh! Deixa para lá!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História