Carmenas

As camenas eram musas, ninfas das fontes.
A camena mais famosa foi Numa, uma ninfa que tinha encontros secretos com o rei de Roma, durante os quais ela lhe dava lições de sabedoria e direito que foram concretizadas nas instituições da jovem nação. Depois que essa camena morreu, ela tornou-se muito leve e transformou-se em uma fonte.
Há uma obra chamada "Palácio da Arte", em que o encontro da carmena com o monarca é mencionado:

"Mantendo uma mão sobre seu ouvido
Para registrar os passos antes de ver
A ninfa do bosque, ficava o rei Toscano a ouvir
da sabedoria e da lei"

Egéria era uma delas, e sua fonte e sua gruta ainda são mostradas até hoje.

"Aqui, habitaste tu, neste encantador abrigo,
Egéria! todo o teu celeste peito batendo
Pelos longínquos passos do teu amante mortal;
A meia-noite púrpura acobertava aquele místico encontro
Com o seu mais estrelado dossel"
(Byron - Canto IV - "Childe Harold")

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História