Atalanta, aquela que se transformou em leoa

Mito de Atalanta

Há várias teorias sobre a origem de Atalanta: Alguns a consideram como sendo filha de Jaso e Clímene, e outros, como sendo fruto de Mêlano ou de Ésqueno.
Se considerarmos a primeira possibilidade, o mito é de que, seu pai Jaso, a abandonou em uma montanha (ou em uma floresta, em outras versões), porque só desejava ter filhos homens, para que sucedesse.
Como vivente das montanhas, tornou-se uma bela e exímia caçadora, protegida pela deusa Átemis, senhora da Lua e da Caça.
Em tempos remotos, dizia-se que a garota era tão ágil, que podia até competir com o deus Hermes, o mais rápido de todo o Olimpo.
Entretanto, com um visita ao Oráculo, este lhe disse: 
"Não te cases, Atlanta, pois o casamento será a tua ruína!".
Deste modo, após ouvir essa recomendação, Atalanta dedicou-se somente às atividades físicas e à caça.
Contudo, devido à sua incomparável habilidade, e incalculável beleza, diversos homens a queriam como esposa.
Vendo a situação na qual estava, a inteligente senhorita lhes fez uma pequena proposta: teriam de apostar uma corrida; aqueles que conseguissem atingir o objetivo esperado, ganhariam o prêmio tão cobiçado; caso falhassem, morreriam.
Mesmo em um rumo sem saída (só tentativa e erro), muitos rapazes arriscaram a vida, de modo a conseguirem tê-la como companheira.
Nesse meio tempo, um homem chamado Hipomenes, o qual geralmente era o juíz das corridas, teve a oportunidade de observar o esguio corpo de Atalanta, e apaixonado pela moça, chamou Afrodite para lhe ajudar em seu "caso amoroso"
A deusa, que não por nada, as "reviravoltas do amor", chegou de imediato, e entregou ao rapaz, 3 pomos de ouro (frutos de seu próprio jardim) e disse-lhe que a amada se atraíria pelas frutas, e ele conseguiria ganhar a corrida!
Dada a largada, ambos começaram a correr, e à medida que a corrida tomava sua forma, Hipomenes foi jogando as maçãs douradas no chão de modo a distrair e atrair a hábil caçadora.
Mesmo assim, a menina sempre o alcançava, e, ao final de tudo, o rapaz conseguiu seu prêmio.
Todos ficaram adimirados com a capacidade de ambos, e principalmente, do jovem, que foi o primeiro a conquistar a querida senhorita!!
Empolgados com a vitória, o jovem casal, começou a viver seu romance, e absortos na vida amorosa, o rapaz acabou se esquecendo de homenagear a deusa do amor, pela grande ajuda, que lhe concedeu.
Triste e com raiva, com o fato de não ser lembrada, e pela ingratidão de Hipomenes, Afrodite fez com que ambos fizessem sexo a força no templo de Réia, e esta, querendo vingar-se, os transformou em leão e leoa.

Representações e Metáforas presentes no mito de Atalanta.

  • Atalanta é a representação da fuga do feminino, que não se interessa em unir-se a homens, uma vez que é independente, ágil, veloz, e quer que os outros também sejam como ela. As "Atalantas da atualidade, são as executivas que, por se dedicarem muito ao trabalho e às obrigação, não têm tempo hábil para a vida amorosa
  • Atalanta simboliza as mulheres auto-centradas e sua lança representa exatamente isso.
  • O desejo primordial de Atalanta de não querer cvasar-se é reflexo da falta de consiência a respeito da sexualidade.
  • Os pomos de ouro que a deusa Afrodite concedeu ao jovem Hipomenes, e o ato de o mesmo jogá-los ao chão, durante o evento, são a represntação das estratégias de sedução, de modo a conseguir aquilo que se deseja.
  • A transformação de Atalanta e seu amado em animais ferozes, pode ser entendida como o amadurecimento de uma sexualidade "infantil", para uma mais amadurecida, tal como desenvolvimento interno e caminho da auto-descoberta, através de uma personalidadde madura e cientas das responsabilidades e daquilo que é necessário enfrentar.

Fontes de Pesquisa:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História