Guimarães Rosa; o universalista

Introdução.
Bem, ainda falando da Geração de 45, na época da Guerra Fria, Vargas, e tal, é bom falar também de Guimarães Rosa.
Ele é um dos autores mais conhecidos, pelo seu ideal de "regionalismo universalizante".
Isso porque, dentro da temática do regionalismo, o autor insere insere em sua obra, elementos universais, ou seja, aqueles que englobam não só uma única região, mas o nosso mundo em geral.
Entre os outros temas utilizados por Guimarães, podemos citar:
  • A Espiritualidade
  • O Misticismo
  • Religiosidade
  • Filosofia
  • Amor
  • Loucura
Linguagem: 
  • Coloquial
  • Uso de neologismos
  • Tradição Oral 
  • Estrangeirismos
  • Arcaísmos
Suas obras mais importantes são:
  • Sagarana (1946)
  • Grande Sertão; Veredas (1956)
  • Corpo de Baile (1956)
  • Primeiras estórias (1962)
  • Terceiras Estórias (1967)
  • Estas estórias (1969)
  • Ave, palavra (1970)
Entre estas obras, é bom destacar que seu único romance intitulado "Grande Sertão: Veredas", não tem nada a ver com a seca no nordeste, nem com as precariedades do sertão desta região, mas sim, com o interior de Minas Gerais.

Comentários

Postagens mais visitadas