Capítulo VI- Chimène, qui L'eût Dit? Rodrigue, qui L'Eût Cru?

Brás Cubas fala sobre o momento em que viu Virgília assomar, na porta da alcova, pálida, com roupas pretas, sem nenhum ânimo de entrar e que, por instante, ambos permaneceram em sua quietude, sem dizer nada um ao outro.
Mas, depois, a moça entrou na alcova, e começou uma conversa com Brás Cubas.
O protagonista diz que percebeu que a voz de Virgília não era mais aquela lacrimosa, de 20 anos atrás, mas, a mesma, continuava amiga e doce.
Quando deu exatamente três horas da tarde, Virgília notou que estava atrasada para um compromisso, e que teria de ir embora, mas disse à Brás Cubas que voltaria em uma outra hora.
Assim começa o delírio de Brás...

Palavras difíceis que aparecem no livro:

  • Chimène, qui L'eût dit? Rodrigue qui l'eût cru? (Chimène, quem lhe teria dito? Rodrigue, quem teria pensado?)
  • Assomar: Aparecer, mostrar (se)
  • Alcova: Pequeno quarto
  • Lacrimosa: Que chora; chorosa; lastimoso, aflito.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História