Canção do Exílio

Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá.
As aves que aqui gorjeiam
Não gorjeiam como lá

Nosso céu tem mais estrelas
Nossas várzeas tem mais flores
Nossas flores tem mais vida
Nossa vida mais amores

Em cismar sozinho à noite
Mais prazer encontro eu lá
Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá
Em cismar-sozinho à noite-
Mais prazer encontro eu lá
Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá

Não permita Deus que eu morra
Sem que eu volte para lá
Sem que desfrute os primores
Que tais não encontro por cá
Quin'da aviste as palmeiras,
Onde canta o sabiá.
Da obra Primeiros Cantos
De Antônio Gonçalves Dias
Principal escritor da Primeira Geração Romântica.
Análise da Canção do Exílio
  • Gonçalves Dias é nacionalista e patriota
  • Elogia o Brasil em relação à natureza que possui
  • Como escreveu o poema em Coimbra, sente falta de sua terra natal, o que explica o título do poema.
  • Cá e lá, referem-se à Portugal, e ao Brasil, respectivamente.
Curiosidade: O sabiá tornou-se o símbolo do Brasil, devido à "Canção do Exílio."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História

Yuki Furukawa (古川雄輝)