Governo japonês dá certificado de segurança mundial ao exoesqueleto

Um equipamento criado no Japão, dá forças sobre humanas às pessoas, e quem veste a armadura, é capaz de andar quilômetros sem cansar, ou levantar 60kg facilmente.
O mais moderno tem também, proteção contra raios gama, liberados em explosões atômicas  e ar-condicionado interno, que permite trabalhar em temperaturas, que seriam insuportáveis para o ser humano.
Essa versão foi desenvolvida para os técnicos que trabalham na recuperação da usina de Fukushima, que explodiu depois de ser atingida pelo tsunami, há dois anos, no Japão.
Trajes robóticos já são utilizados nos hospitais para a reabilitação de pacientes, como uma aposentada que sofreu um derrame e ficou com metade do corpo paralisado.
O equipamento ajuda na fisioterapia.Antes, ela não conseguia nem se levantar.
Os passos são lentos, mas cada um deles é um progresso na recuperação.
"Com a ajuda do traje robótico, é mais fácil recuperar os movimentos.Antes eu tinha medo de subir as escadas, mas agora consigo fazer isso tranquilamente."-disse.
Os sensores do traje detectam a ordem do cérebro para mover um músculo.
Assim, o equipamento consegue antecipar o movimento que a pessoa quer fazer e sustenta o corpo.
Apesar do avanço nas pesquisas, o uso de trajes robóticos ainda é limitado.Faltava assegurar que não representassem risco para quem esta vestindo e, para quem está por perto.
Neste mês, foi dado um passo importante: o governo japonês deu certificado mundial ao exoesqueleto
Foi o primeiro robô destinado a ajudar deficientes e idosos que recebeu essa qualificação.
Antes mesmo do certificado, uma versão mais simples, já era usada em abrigos para idosos que perderam as casas, no tsunami de 2011.
"É uma iniciativa válida porque incentiva as pessoas a saírem do abrigo, caminharem um pouco.", diz ela.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História