Capítulo Primeiro-Óbito do Autor

Neste Capítulo, o narrador diz que hesitou, se deveria abrir suas memórias pelo começo ou pelo fim, já que seu caixão, foi considerado por ele mesmo, como, nada mais do que um outro "berço", tal como se diz no livro.
O protagonista, por si mesmo, considera-se um defunto autor, e não somente um autor defunto.
Brás Cubas, em meio à reflexão, compara-se com Moisés, e a sua obra com o Pentateuco.
Após isso, começa a falar sobre seu passado, quando, já em uma certa idade, estava acompanhado por alguns amigos e o que fazia com os mesmos, num dia razoavelmente bom.
Machado de Assis, menciona o nome de uma das obras de Shakespeare, chamada "Hamlet", ao citar a morte de seu protagonista Brás Cubas.
Depois, Brás Cubas, conta um pouco mais sobre alguns acontecimentos de sua vida, e, principalmente quando, uma conhecida senhora, soube de sua morte, mas ao final de tudo, o autor concluiu que, ele falecera de pneumonia.

Palavras difíceis que aparecem no livro 

  • Campa: Túmulo
  • Intróito: Começo ou Princípio
  • Pentateuco: Os cinco primeiros livros da Bíblia (Gênesis, Êxodo, Levítico, Números, e Deuteronômio)
  • Trôpego: Que anda com dificuldade
  • Padecer: Sofrer
  • Caprir: Arrancar os cabelos em sinal de dor
  • Estribuchar: Contestar
  • Ilisso: Riacho próximo à Atenas, na Grécia
  • Esvair: Esgotar
  • Ímpeto: Movimento súbito e violento

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História