As Pteridófitas


As pteridófitas são plantas que, diferentemente das briófitas, possuem vasos condutores, são traqueófitas, e por isso, possuem porte maior do que os musgos e as hepáticas.
A fase da vida que é mais duradoura para uma pteridófita, é o esporófito (2n), e tem seu gametófito (n) reduzido.
Esses indivíduos podem viver sobre o tronco de árvores e arbustos, ou até mesmo em ambientes aquáticos.

Exemplos de pteridófitas, são: as samambaias, samambaiaçu, e o trevo de quatro folhas.
Possuem rizomas; um tipo de caule, parecido com uma raiz, subterrâneo e localizado próximo ao solo.
As folhas são divididas em folíolos, e, os soros possuem esporângios, contendo as células-mães dos esporos.
Por meio da meiose, tais células, dão origem a esses últimos.
Esporos em substrato úmido, se desenvolvem, e passam a ser denominados "prótalos".
Nestes, há uma região masculina, e outra feminina.
Geralmente, com a ajuda da água da chuva, o anterozoide (gameta masculino do vegetal), vai em direção à oosfera (gameta feminino do vegetal), realizando a fecundação.
A partir do zigoto, desenvolve-se um esporófito jovem, completando este ciclo.
Além da reprodução sexuada, alguns desses representantes, reproduzem-se assexuadamente, por brotamento.

Comentários

  1. Ótimo texto, bem resumido de forma clara e objetiva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada. Quando puder, leia mais artigos!

      Excluir
  2. Vlw estava precisano trabalho de Ciências

    ResponderExcluir
  3. De nada :) Que bom que te ajudou

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História